Home Outros Autores Retrospectiva das Marcas, Propagandas Antigas e Inesquecíveis!

Retrospectiva das Marcas, Propagandas Antigas e Inesquecíveis!

7 min read
2
0
79

Não é atoa que o próprio nome diz: “MARCA”.

Assim acontece com algumas “marcas” que nunca saem de nossas mentes. Não que eu me lembre de todas (rs), mas vale a pena conferir a genialidade de suas criações.

Fazendo uma retrospectivas de algumas marcas que souberam utilizar a estratégia da divulgação e permaneceram vivas na mente de seus consumidores, fui lá no fundo do baú para poder contar um pouquinho de suas histórias aqui, e espero que consiga relembrar e claro, se deliciar com essas recordações:

Retrospectiva das Marcas, Propagandas Antigas e inesquecíveis!

Os anos 90 foram marcados pele impeachment de Collor, pela morte de Senna, tetracampeonato da seleção brasileira e também pela campanha que a DM9 criou para o Guaraná Antarctica: “Pipoca na panela começa a arrebentar”, você se lembra? Se não se lembra, vai gostar de conhecer.

Depois do vídeo “Pipoca com Guaraná”, lançaram o vídeo “Pizza com Guaraná”, que também foi um sucesso.

A campanha, além de bombar, ainda caiu na boca do povo “literalmente”, uma vez que praticamente criou o hábito de beber guaraná associado ao ato de comer pipoca e vice-versa. O objetivo maior era afetar o discurso que a Coca-Cola tentava embalar sobre o Guaraná Taí.

Em meados de 2010, a DM9 fez uma tentativa frustrada de retomar o sucesso da campanha num comercial que tinha como Protagonista a cantora Claudia Leitte, porém, o filme intitulado “Energia que contagia” não agradou, prova disso são as classificações do vídeo no Youtube: Verão Guaraná Antarctica.

Cotonetes Johnson Johnson

Em 1978, enrolado em uma toalha saindo do banho rebolando e cantando, o “Homenzinho Azul”, que era o Protagonista dos anúncios da Johnson & Johnson e foi criado em 1978, por Edmar Salles, da agência Lowe Lintas, e animado por Walbercy Ribas, fez muito sucesso, comunicando a marca de hastes flexíveis “Cotonetes”. O comercial conquistou Leão de Bronze no Festival de Cannes do mesmo ano. O objetivo da campanha era reforçar que “Gente grande também precisa de carinho”, e mostrar que o produto tinha outros usos além dos cuidados infantis. Depois de produzir mais de 20 mil filmes, esse gordinho, careca e simpático é visto pelos consumidores como uma figura bem resolvida por não ceder à pressão dos padrões estéticos da época.

Um comercial que também fez muito sucesso da Johnson & Johnson foi o: “Cotonetes Bebe Johnson & Johnson” 

Não Esqueça A Minha Caloi

Na década de 80, a ideia de “espalhar bilhetes” e outras formas para os pais não esquecerem de comprar a bicicleta era utilizada em todas as campanhas da Caloi.

E você? Enchia o saco dos seus pais para eles não esquecerem a sua Caloi no dia das crianças? Excelente estratégia da marca, não acha?

Comercial do Bombril –

Como não recordar o comercial da marca Bombril, estrelado pelo mais famoso garoto-propaganda, “Carlos Moreno”, Veiculada no ano 1997, pela empresa de publicidade W/Brasil.

Comercial Brahama Tartaruga

A Brahma, usou a tartaruga como seu mascote, por que passava a mensagem “é toda seca e parece sempre estar precisando de um gole de cerveja”, nas palavras de seu criador Fábio Fernandes. Era o ano de 2001, e a tartaruga se tornou o mascote mais lembrado da história dos comerciais.

The Paris Group – Graffiti (Levis Commercial)

Esta propaganda para mim foi a melhor de todas, simplesmente por causa da música que marcou “Graffiti(Paris Group)”

Então, se deixasse eu não sairia mais daqui, principalmente quando o assunto é “nostalgia”. E você, gostou de recordar as propagandas das marcas inesquecíveis? Deixe a sua opinião aqui nos comentários, e se tiver alguma sugestão de “propagandas que marcaram”, deixe aqui também. A sua opinião é muito importante!

Abraços,

Claudia Menezes.

Leia também: arcas “Marcas são como as espécies, umas sobrevivem, outras não!”

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais Outros Autores

2 Comentários

  1. Bruno

    31/12/2017 at 17:31

    Excelente artigo. Parabéns Claudia!
    Senti falta de vc comentar sobre o comercial da tortuguita. Clássico!

    Resposta

    • Claudia

      14/01/2018 at 17:51

      Obrigada Bruno. Pode deixar, vou falar mais sobre a propaganda. Valeu por contribuir! Abraços.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *