Home Outros Autores Os Riscos Sofridos Por Uma Má Reputação!

Os Riscos Sofridos Por Uma Má Reputação!

7 min read
0
0
101

Os riscos sofridos por uma má reputação!Os riscos sofridos por uma má reputação são diversos, podendo afetar não só a confiança como todos os processos que se encontram relacionados à Marca, seja ela Pessoal ou Empresarial.

A Marca existe desde os primórdios, na verdade, ela já tinha uma grande importância para separar o gado, isso desde que o mundo é mundo, definindo assim a quem e a qual território o mesmo deveria pertencer.

Nunca se comentou tanto sobre “Marca” como atualmente, e infelizmente, o que mais ouvimos dizer sobre as “grandes Marcas” é que elas têm tomado uma proporção negativa na mente dos consumidores.

Um exemplo claro que temos e que repercute mundialmente é a atuação do grupo terrorista ISIS, que com vídeos de apenas 3o segundos, (de caráter violento, óbvio) se tornou mais que  uma Marca forte, ainda que negativa: ” O Apocalipse revolucionário.”

Uma Imagem Arranhada Tem Seu Preço:

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, ao entregarem as gravações de caráter ilícitas envolvendo o governo, jamais imaginariam os riscos sofridos por uma má reputação, e o quanto a Companhia JBS seria atingida em toda a sua extensão.

Hoje com 125.000 funcionários no Brasil, soma suas 34.000 ações na justiça do trabalho. Chegou a perder 16 bilhões de reais em valor de mercado, tendo ainda baixas em suas ações que chegaram à casa dos 5 reais.

A Companhia vem sofrendo boicotes, sendo o mais recente deles promovido pela rede de Pizzarias Dominio’s, com 300 lojas espalhadas pelo Brasil.

Outro exemplo recente é o da Companhia aérea Airlines, que desvalorizou 1 bilhão de dólares após a sua tripulação arrastar para fora do avião um idoso de 69 anos que recusou-se a ceder o assento a um comissário, uma vez que já havia pago por ele. Isso depois de viralizar  um vídeo na internet com mais de 2 milhões de visualizações, onde o cliente aparece sangrando, após o ocorrido.

As novas tecnologias de mídias surgiram para impactar radicalmente os resultados negativos causados pelas empresas ou mesmo pelas Marcas Pessoais, deixando claro aos consumidores e demais pessoas, diversos fatores, entre eles: produtos defeituosos, mau tratamento as pessoas, preconceitos, roubo (em qualquer espécie), enganações e etc.; tornando as Marcas muito mais vulneráveis.

Segundo Ana Luisa Almeida em entrevista cedida a VOCÊ/RH  edição 50 Jun/Jul-2017, presidente para o Brasil do Reputation Institute, que há 20 anos avalia a fama corporativa, “As Companhias perderam o direito ao discurso unilateral. Sendo obrigadas agora a entrarem nas conversas.” Não é para menos que os líderes empresariais, por dois anos, nomeiam o dano à Marca e a Reputação como um dos principais riscos aos Negócios.

Uma pesquisa do Linkekin, uma organização com 10.000 funcionários e uma má reputação gasta em média 7,6 milhões de dólares a mais para contratar funcionários, em comparação com aquela organização que tem uma imagem de “boazinha”. É o custo do chamado de salário de risco, um montante que o executivo recebe ao concordar em ingressar num lugar envolvido em alguma desgraça.

O mercado tem seus padrões estabelecidos e mesmo que o executivo não tenha participado dos escândalos, sua reputação permanecerá por aproximadamente um ano na geladeira, só após esse período, terá novamente seu “currículo” limpo. Quando volta a ativa, esse profissional ganha 20% a menos.

Ainda de acordo com pesquisa realizada pelo linkedin, metade dos candidatos se recusa a entrar para o quadro de uma empresa malfadada, menos de 30% aceitariam ir, mas com uma remuneração 10% maior.

Em um próximo post, darei dicas de como manter uma boa reputação da Marca Pessoal ou Empresarial, fique atento!

Leia também: Marca e Reputação nas Redes Sociais

Fonte: Revista VOCÊ RH Jun/Jul/2017

Veja no infográfico abaixo, como uma imagem arranhada pode comprometer vários processos dentro de uma organização:

Os riscos sofridos por uma má reputação!

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais Outros Autores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *