Home Claudia Menezes Escreve Marcas são como as espécies, umas sobrevivem, outras não!

Marcas são como as espécies, umas sobrevivem, outras não!

10 min read
0
0
85

Marcas são como as espécies, umas sobrevivem, outras não!“As afinidades entre os seres da mesma espécie às vezes são representadas como uma grande árvore…os ramos verdes brotando representam espécies existentes, e aqueles produzidos em cada ano precedente representam a longa sucessão de espécies extintas. A cada período de crescimento, as ramificações tendem a estender os ramos em todas as direções, superando e destruindo as ramificações e os ramos ao redor, da mesma maneira que as espécies e os grupos de espécies tendem a suplantar outras espécies na grande luta pela vida.”                                                                                                                                        (Charles Darwin)

Então como os novos ramos surgem? Da divergência de ramos existentes. E as espécies novas? Da divergência de espécies existentes. E as MARCAS novas? Também da divergência de MARCAS existentes. Enquanto existem aquelas que se diferenciam, tornando-se divergentes, ou seja, criando novas “espécies” ou “categorias”, existem aquelas que simplesmente desaparecem. Como uma MARCA pode se diferenciar? Atualizando-se e mantendo-se viva na mente de seus consumidores.

Alguns exemplos que temos sobre o processo de ramificação, ou melhor dizendo, da evolução das marcas, assim como a evolução das espécies são: Os Computadores pessoais(notebooks), ultrabooks, tablets, entre outros, são como os ramos verdes, que vieram ocupar um espaço novo, ou seja, “o computador” divergiu-se. A TV digital,  isso porque a Televisão divergiu-se, o iphone, os fabricantes de celulares divergiram-se e etc.  Divergir é criar categorias, permitindo assim que a MARCA  prevaleça viva e mantenha-se competitiva.

Você já viu alguma árvore em que os ramos se cruzaram? Pode até acontecer, mas é pouco provável. Assim também acontece com as MARCAS. Aqueles que estão nascendo, certamente ocuparão algum espaço, e é nessa hora que é preciso garantir o “posicionamento”. Afinal de contas, Marcas são como as espécies, umas sobrevivem, outras não!

Para se construir uma MARCA de sucesso, é preciso divergir, ou seja, construir novas categorias(projetos), divergentes umas das outras, isso porque se uma delas entrar em decadência, certamente haverá alguma opção de sobrevivência.

Uma Categoria Nova Pede Um Novo Nome

Uma nova categoria abre espaço para uma nova MARCA, o que nem sempre ocorre, uma vez que a maioria das MARCAS são esticadas para outras categorias, o que representa um erro do marketing.

No afã de introduzirem a sua MARCA, tomando uma fatia maior no mercado, alguns fabricantes perdem espaços para “empreendedores” que lançam novas categorias e se tornam não só reconhecidos, como multimilionários.

Empreendedores como Kenneth Olsen e Harlan Anderson criaram uma empresa de minicomputadores chamada Digital Equipment e fizeram fortuna. Da mesma forma Steve Jobs e Steve Wozniak no caso da Apple Computers.

O Steve Jobs sempre será Steve Jobs, mesmo que seu nome esteja atrelado a Apple. Jack Welch sempre será Jack Welch, mesmo que seu nome esteja atrelado a General Electric. Independente das “categorias” que forem criadas, a MARCA sempre deverá prevalecer.

Faço questão de dar um exemplo pessoal sobre a importância de criar novas categorias para a MARCA. Primeiro, porque todo empreendedor que é empreendedor não fica estacionado e mais que isso, não para de pensar em um só momento, muito menos, deixa de ter novas ideias.

O mercado me conhece como Gestora de Negócios (criando visibilidade para a MARCA pessoal ou empresarial dos meus clientes), Professora Universitária e administradora do Blog Café Com Ideias Educação Corporativa, além disso, sou Palestrante, Practitioner em PNL(Programação Neurolinguística) e Coach. Diretora do Projeto Café Com Elas e membro de uma Plataforma de Mídia Digital de São Paulo.

Como empreendedora que sou,  não poderia ser diferente, mas é preciso ter foco, e em todas essas categorias, o meu carro chefe é ” cuidar da MARCA e Reputação dos meus clientes, criando a visibilidade dos mesmos”, você pode até me perguntar, “Mas e quando está dando aula, você também fala sobre MARCA e Reputação?”, Sim, falo.

Posso dar aula para um curso de Contabilidade, que tem em sua grade muitas matérias da área de exatas, mas na minha aula, faço questão de posicionar os alunos em relação a importância de proteger a sua MARCA.

Independente de qual projeto eu esteja inserida; claro, como toda MARCA, preciso preservar o meu nome e cuidar da minha reputação, gerenciando minhas postagens nas redes sociais, parcerias estabelecidas e MARCAS associadas a meu nome. E por mais que todas estejam atreladas a mim, se por algum motivo deixarem de existir (o que a gente nunca espera que aconteça, óbvio), Claudia Menezes precisa seguir o fluxo e se manter como uma MARCA forte.

A mensagem que quero deixar hoje é: Seja qual for o seu segmento, seja qual for a sua “bandeira”, valorize a sua MARCA, tornando-a divergente; crie categorias diferentes para ela, mas não fique escrava delas. Assuma as suas rédeas, e nunca perca o FOCO.

Tenha novos projetos, estabeleça um bom network, ouse, arrisque e venda a sua imagem. Não criar visibilidade para a sua MARCA é o mesmo que dizer: “Por favor, não me encontrem aqui!”

Em um próximo post, falarei sobre a importância do nome para a MARCA.

Gostaria de lembrar que estou aqui para ajudar você a dar um “UP” na sua MARCA e Reputação, por isso, deixe aqui a sua dúvida, ou sugestão para um novo tema que gostaria que eu abordasse. Se gostou dessa matéria, compartilhe. Até o próximo post!

Abraços,

Claudia Menezes.

“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças!”

(Charles Darwin)

Estudo livros:

Construindo Marcas Fortes- David a Aaker

A Origem das Marcas- Al Ries, Laura Ries.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais Claudia Menezes Escreve

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *